Registrar uma ocorrência na DP Belo Jardim pode ser uma intensa e prolongada dor física

rodrigo

Vítimas de assalto relatam o descaso enfrentado ao procurar atendimento na delegacia de Belo Jardim, segundo o popular Rodrigo Santos, esperou o dia amanhecer para registrar o B.O. (Boletim de Ocorrência).

Segundo à vítima, estava trabalhando com sua colega de trabalho em uma barraca de pastel situada na praça dos eucaliptos, localizado no bairro Edson Moura Mororó, quando um meliante armado, chegou anunciando o assalto. A vítima nos disse que o elemento levou seu Notbook, seu aparelho celular  e o outro aparelho celular de sua colega de trabalho e a quantia de R$ 400,00 em dinheiro, e ainda deu uns tapas no rosto da moça.

Em seguida, o meliante trancou as vítimas dentro da barraca de pastel, e uma moto não identificada parou e deu fuga ao bandido, minutos após, passou uma viatura policial onde foi pedido socorro, a viatura parou olhou e foi embora sem prestar o socorro segundo a vítima.

Em seguida o proprietário de estabelecimento chegou, liberou seus funcionários onde os mesmos foram até a 15ª Seccional de Policia Civil de Belo Jardim, ao chegarem por lá, segundo a vítima Rodrigo Santos, solicitou ao agente plantonista que fosse registrado um B.O. quando o agente olhou para o relógio e verificou que já era 0:40 solicitando que as vítimas voltassem ao amanhecer para registrar a ocorrência.

Pasmem meus senhores (as), isso se chama BELO JARDIM.