Acidente envolvendo moto e Toyota deixa duas pessoas feridas na PE 166 em Belo Jardim

No final da tarde deste sábado 08, um acidente foi registrado na PE 166 que liga Belo Jardim ao Distrito de Serra do Vento. De acordo com informações preliminares, o toyoteiro embriagado que vinha de Serra do Vento e entrou na contra mão e atingiu um motoqueiro que vinha com uma criança na garupa.
O motorista do Toyota fugiu do local sem prestar socorro às vítimas, o SAMU foi acionado e prestou socorro levando as vítimas para UPA24H, o quadro de saúde não foi informado.

Ex-candidata a prefeita Isabelle Mendonça PSB é vacinado contra a Covid-19

A ex-candidata a prefeita de Belo Jardim Isabelle Mendonça foi vacinada neste sábado 08, contra a Covid-19. Isabelle tomou a primeira dose do imunizante da AstraZeneca/Fiocruz em um dos pontos de vacinação na capital Pernambucana.
Na sua página no Instagram Isabelle postou que: “Por ser transplantada, recebi hoje a primeira dose da vacina. Se Deus quiser vamos sair dessa situação o mais rápido possível. A ex-candidata irá tomar a segunda dose da vacina em julho.

 

SÓ EU QUE TENHO A SENSAÇÃO DE QUE BELO JARDIM CONTINUA SEM PREFEITO?

Na última sexta-feira fui até a central de abastecimento comprar um feijão específico. Ao entrar no prédio, anexo ao mercado de carne, tive um choque de realidade. Paredes sujas, telhado quase caindo, portas amassadas, buracos, e completamente às escuras; um abandono de dar dó. Por curiosidade resolvi visitar o mercado de peixe, impossível. O mau cheiro, lixo na entrada, na saída, telhado também caindo. Uma praça ao lado, acho que seja uma praça, repleta de lixo, bancos caindo aos pedaços, pontas de ferro expostas em tempo de causar um acidente. Parece que não existe vida por lá há uns 15 anos.
Saindo de lá fui ao Santo Antônio pelo pátio da feira, mais um abandono. O canal do bitury é um matagal, o canteiro da estrada nem se vê de tanto lixo e mato. A rua da Caixa Econômica interditada há quase 1 mês sem nenhuma sinalização, duas tendas em frente à prefeitura e ninguém sabe explicar o porquê e para quê. A rua Josefa Germano Ferreira, rua do presidente da câmara e do marido da vice dona da prefeitura Joedna Souza, com dois buracos tamanho do mundo desde janeiro e ninguém toma um providencia.
Andando pela cidade tenho a sensação de estar num eterno déjá vu. Hora vejo os meios fios pintados e acho que o prefeito é João Mendonça; o lixo nas ruas, a central abandonada e acho que Hélio ainda é o prefeito, pensionistas e professores reclamando que ainda não receberam dezembro, penso que Cecílio voltou. Mas uma coisa e certa, estamos há 5 meses de um novo governo e absolutamente tudo parece estar como sempre esteve.
A impossibilidade de Gilvandro, por problemas de saúde, somada a desconfiança de Mendoncinha para com Maneco, não o deixando assumir a prefeitura por um dia sequer, tem produzido, em muitas pessoas, a triste sensação de que ainda estamos sem prefeito. A falta de atitude de um gestor e a fata de planejamento de gestão se mostram visíveis nas ruas esburacadas, nos prédios públicos deteriorados, no trato com as pessoas, na falta de atendimento às necessidades imediatas da população.
É triste essa sensação, mas sinto que Belo Jardim ainda está à deriva, e o pior; não sabemos onde estar ou quem é o comandante.
Dr. Evandro Mauro

Vereador Autarquia solicita a implantação do sinal de TV Digital em Belo Jardim

Através do requerimento nº 186/2021 DE Autoria do Vereador “AUTARQUIA”, solicitando ao Prefeito do Município e, extensivamente, às Secretarias Competentes, a agilidade para a implantação do sinal de TV Digital em nosso Município.
Para Autarquia o sinal seria um grande avanço para o Município, uma vez que a imagem é mais nítida, o som é de melhor qualidade, sem ruídos e interferências, ao contrário do que ocorre com o sinal analógico. “Os moradores merecem essa conquista, da implementação do sinal digital em Belo Jardim”, finalizou.

Em 24 horas, Belo Jardim 08 casos da Covid-19 e 02 mortes

A Secretaria de Saúde de Belo Jardim informa que, neste sábado (08), foram registrados oito novos casos da Covid-19 no município, totalizando 2.693 casos confirmados. Destes, 2.511 foram recuperados e 101 estão em recuperação domiciliar.
A Ala de internamento Covid está com 12 dos 16 leitos existentes ocupados. 14 pacientes estão internados fora do domicílio e sete estão em UTI.
Dois óbitos foram confirmados, neste sábado, pela Secretaria Estadual de Saúde. Uma mulher, J.M.C., 89 anos, com comorbidades e um homem, M.M.S., 80 anos e com comorbidades. Atualmente, Belo Jardim totaliza 81 óbitos confirmados. Outros dois óbitos foram descartados e um se mantem em investigação por parte do Governo do Estado.
Até o momento, 16.252 doses foram aplicadas pelo município. A lista com os nomes dos beneficiados está no Portal da Transparência da Prefeitura de Belo Jardim e está sendo atualizada.

Pernambuco registra 2.923 novos casos da Covid-19 e 57 mortes nas últimas 24h

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, neste sábado (8), 2.923 novos casos da Covid-19, sendo 139 deles relacionados a pacientes com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 2.784 leves.
Além disso, foram confirmados 57 óbitos de 23 mulheres e 34 homens ocorridos entre os dias 2 de fevereiro e 7 de maio. Pernambuco agora totaliza 423.689 casos confirmados e 14.491 mortes por complicações provocadas pela doença.
As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Arcoverde (1), Belo Jardim (1), Bom Jardim (1), Cabo de Santo Agostinho (2), Camaragibe (1), Carnaíba (1), Cedro (1), Exu (1), Goiana (1), Gravatá (2), Ibimirim (1), Igarassu (1), Itaquitinga (1), Jaboatão dos Guararapes (8), Orocó (1), Paudalho (2), Paulista (1), Petrolina (4), Recife (19), Rio Formoso (2), São João (1), São José do Belmonte (1), São José do Egito (1), São Lourenço da Mata (1), Vitória de Santo Antão (1).
Os mortos eram residentes dos municípios de Arcoverde (1), Belo Jardim (1), Bom Jardim (1), Cabo de Santo Agostinho (2), Camaragibe (1), Carnaíba (1), Cedro (1), Exu (1), Goiana (1), Gravatá (2), Ibimirim (1), Igarassu (1), Itaquitinga (1), Jaboatão dos Guararapes (8), Orocó (1), Paudalho (2), Paulista (1), Petrolina (4), Recife (19), Rio Formoso (2), São João (1), São José do Belmonte (1), São José do Egito (1), São Lourenço da Mata (1), Vitória de Santo Antão (1).

“Estou afastado por licença médica” afirmou o irmão do ex-prefeito Hélio dos Terrenos

Em contato com este site, o Sr. Neo Santos alegou que sofreu um acidente de trabalho no mês de dezembro de 2020, onde foi submetido a uma cirurgia no fêmur onde foi afastado do cargo que ocupava na gestão anterior por mais de 08 dias, ficando assim encostado pelo INSS por motivo do acidente.
Onde o mesmo teve o direito a licenciar-se de suas atividades para tratamento de saúde, mediante apresentação de atestado médico onde irá passar por nova perícia médica e a Lei de acoberta por um ano.

Após aprovação na mudança da Lei do Antinepotismo, filho do presidente da Câmara é nomeado para cargo de confiança novamente

No mês de abril de 2021, 13 mudanças aconteceram nos cargos comissionados da Prefeitura de Belo Jardim durante a gestão Gilvandro Estrela. Nesta matéria, iremos evidenciar todas que estão disponibilizadas no Portal da Transparência do Município.
Dois fatos chamaram a atenção: O primeiro é a nova nomeação do advogado Daniel Lopes, filho do presidênte da Câmara José Lopes Silveira e a segunda é a exoneração em abril, do irmão do ex-prefeito Hélio dos Terrenos, Manoel Agenor dos Santos (Neo Santos), do cargo de Secretário de Projetos Especiais. Segundo o Portal da Transparência, Neo Santos recebeu R$ 1.560 de salário.
Quanto ao primeiro caso, o filho do chefe do poder legislativo municipal havia sido nomeado para o mesmo cargo em janeiro, porém, por causa da Lei Antinepotismo que vigorava e havia sido criada pelo atual prefeito quando era vereador em 2017, após alguns dias Daniel foi exonerado.
No mês seguinte, um vereador aliado do prefeito apresentou um projeto para alteração da referida lei. O projeto foi aprovado pela maioria (vereadores aliados de Gilvandro) e enviado à sanção do prefeito, que vetou. Porém, a base governista por ser a maioria, aprovou a mudança.
A situação repercutiu por toda região, ao ponto da TV Jornal, emissora afiliada SBT vir a cidade fazer uma matéria. Durante a reportagem, na matéria, o repórter diz que:

“A lei foi criada por Gilvandro Estrela quando ele era vereador. Hoje ele é prefeito da cidade, mas depois que assumiu a prefeitura, ele mesmo descumpriu as regras que criou e nomeou o filho do presidente da Câmara que é aliado dele para assumir um cargo na prefeitura. Pouco tempo depois, veio a exoneração.”.
Logo em seguida, o prefeito fala ao repórter e diz:
“O jovem foi tão ‘ético’ que ele chegou pra mim aqui e disse, prefeito, infelizmente a minha nomeação está ferindo a lei atual e eu quero que o senhor me exonere e eu de imediato exonerei.”.
Na sequência, o repórter continua…
“Após a exoneração, um vereador aliado ao prefeito e ao presidente da câmara elaborou um projeto para mudar a lei…”.
Agora em abril, dois meses após a alteração da Lei 3.176/2017, o filho do presidente da câmara foi nomeado novamente para o mesmo cargo que havia sido em janeiro.
Quanto ao caso do irmão do prefeito Hélio dos Terrenos, a portaria de exoneração foi assinada apenas em 13 de abril desse ano. Como informado acima, no Portal da Transparência consta apenas o pagamento salarial do mês de março, como se pode ver no printscreen abaixo:
No dia 05 de abril, 08 portarias foram assinadas pelo prefeito Gilvandro Estrela (DEM), exonerando ou nomeando servidores. Confira abaixo cada uma e a função assumida ou que o servidor foi retirado da função.
Na Portaria nº 181, a servidora Nivalda Damasceno Tôrres foi exonerada do cargo comissionado de Controladora de Controle Interno da Unidade Executora do Belo Jardim Prev, símbolo CCCI-2.
Na Portaria nº 182, houve a nomeação de Oswaldyrene de Almeida Rufino, para exercer o cargo de confiança de Coordenadora Executiva no âmbito do município de Belo Jardim, símbolo CC-8, Lei Nº 1773/2009.
A Portaria nº 183, designou as servidoras titulares indicadas pelo poder executivo (prefeitura) Milany Barbosa Oliveira da Silva, Josilene Soares de Lima e as supletes Sandra Regina do Nascimento Silva e Edna Lúcia Dias do Carmo. Pelo poder legislativo, foram indicados os empregados Thiago de Assis Oliveira para titular e o suplete James Alan Leite Lira. Já pelos servidores municipais, foram indicados os titulares José Valter dos Santos, José João dos Santos e os suplentes Juvenal Ramos Damião e Maria do Livramento Cabral Santos para compor o Conselho Fiscal do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Belo Jardim – BELO JARDIM PREV e revogou parcialmente o artigo 1º da Portaria nº 141/2018, no que tange ao Conselho Fiscal então indicado.
Os membros do Conselho Fiscal terão o mandato de 02 (dois) anos, compreendidos entre 26/03/2021 e 26/03/2023. O presidente do órgão será escolhido pelos seus integrantes, em eleição regular, através de escrutínio secreto.
No artigo terceiro da Portaria, fica parcialmente revogado o artigo 1º da Portaria nº 141 de 01 de junho de 2018, o qual passa a vigorar com a exclusão integral da desingação do Conselho Fiscal e passa a vigorar nos termos do artigo 1º desta Portaria.
A Portaria nº 184, exonerou a servidora Nancy Alves Barbosa do cargo comissionado de Controladora de Controle Interno da Unidade Executora da Secretaria de Educação, Tecnologia e Esportes, símbolo CCCI-2.
Na Portaria nº 185, houve a nomeação da servidora Maria Gabriela dos Santos Monteiro para o cargo comissionado de Controladora do Controle Interno da Unidade Executora da Secretaria de Educação, Tecnologia e Esportes, símbolo CCCI-2.
Na Portaria nº 186, foi nomeada Nancy Alves Barbosa para o cargo comissionado de Controladora de Controle Interno da Unidade Executora do Belo Prev, símbolo CCCI-2. Nancy havia sido exonerada na portaria Nº 184, acima descrita.
Na Portaria nº 187, foi exonerado o servidor Diogo Bruno de Oliveira Gomes do cargo comissionado de Assessor Jurídico, símbolo CC-1A, no âmbito da Prefeitura Municipal.
A Portaria nº 188, nomeou o servidor Daniel da Silva Lopes para o cargo comissionado de Assessor Jurídico, no âmbito da Procuradoria Geral da Prefeitura Municipal, símbolo CC-1A.
A Portaria nº 189 não existe na sequência do Portal da Transparência.
Na Portaria nº 190, é instituído o grupo de trabalho para diligenciar as demandas da Lei Aldir Blanc e dá outras providências.
A Portaria nº 191, nomeia Ernani Prado Souza para o cargo comissionado de Assessor(a) Jurídico(a), no âmbito da Prefeitura Municipal, símbolo CC-1A.
Na Portaria nº 192 é concedido Licença Prêmio a uma servidora da Secretaria de Obras.
As Portarias nº 193 e 194 não existem na sequência do Portal da Transparência.
No dia 13 de abril, 05 portarias foram assinadas pelo prefeito Gilvandro Estrela (DEM), exonerando ou nomeando servidores. Confira abaixo cada uma e a função assumida ou que o servidor foi retirado da função.
Na Portaria nº 195 o irmão do ex-prefeito Hélio dos Terrenos, Manoel Agenor dos Santos (Neo), foi exonerado do cargo de secretário de projetos especiais. A portaria entrou em vigor com efeitos retroativos a 31 de março de 2021.
Na Portaria nº 196 foi exonerado Maciel Alves Tavares do cargo de diretor executivo da Secretaria de Cultura, símbolo CCF-5.
A Portaria nº 197 nomeou Roberto José dos Santos Vasconcelos ao cargo de Diretor Executivo da Secretaria de Cultura, Esporte, Turismo e Eventos, símbolo CCF-5. Roberto Vasconcelos é aliado de Mendonça Filho e reside em Recife.
A Portaria nº 198 nomeou Carla Thais Ramos Silva para o cargo comissionado de Coordenadora Executiva lotada na Secretaria de Cultura, Esporte, Turismo e Eventos, símbolo CC-8, no âmbito do Município de Belo Jardim.
Já a Portaria nº 199 nomeou David Vinicius Marques para o cargo comissionado de Coordenador Executivo, lotado na Secretaria de Cultura, Esporte, Turismo e Eventos, símbolo CC-8, no âmbito do Município de Belo Jardim.
No total, o mês de abril teve 13 portarias assinadas pelo prefeito Gilvandro Estrela que nomeavam ou exoneravam servidores.

Perseguição política: Após desligamento de duas servidoras da Unidade Básica de Saúde da Cohab I moradores irão realizar abaixo-assinado solicitando retorno das profissionais

Moradores do bairro da Cohab I, estão recolhendo assinaturas contra o desligamento de duas servidoras da Unidade Básica de Saúde do bairro. De acordo com informações extraoficiais, a comunidade afirma que as profissionais de saúde estava há anos em regime de contrato temporário e foram desvinculadas do quadro de trabalho do município, por conta de uma perseguição política contra um Parlamentar da base governista que foi contra o retorno da Lei do Nepotismo, decisão essa que repudiada pela população.
Segundo uma moradora da localidade “Infelizmente elas foram desvinculadas do quadro de trabalho do município em um momento muito difícil e dessa forma a população foi desassistida pelas duas profissionais que tinham conhecimento da realidade da população”.