A liberdade de imprensa e as eleições 2014

jornal algemado

Nó último sábado, 07.06.2014, foi comemorado o Dia Nacional da Liberdade de Imprensa. Quero aqui fazer um rápido paralelo entre o tema (liberdade de imprensa) e a política (eleições 2014). Todos sabemos que defender a liberdade de imprensa (e todas as formas de liberdade), é tarefa de todas e todos que lutam quotidianamente para aperfeiçoar a nossa jovem democracia, isso porque democracia é sinônimo de liberdade ampla, total e irrestrita.
No entanto, dizer que existe imprensa livre é um tanto quanto exagerado, ou mesmo ingênuo, pois o jogo do poder impõe a esse que é considerado o 4º Poder da República a necessidade de se posicionar, e isso geralmente é feito para atender a interesses de uma minoria privilegiada em detrimento da maioria.
Quero aqui deixar bem claro que não sou inimigo da imprensa, nem tampouco deixo de reconhecer seu importante papel na construção de uma democracia melhor e mais representativa. Porém, quero ressaltar que, assim como em todas as outras profissões, existem bons e maus profissionais. Existem as/os profissionais comprometidos com a democracia, buscando agir com o máximo de isonomia e imparcialidade, mas também existem profissionais que se preocupam apenas em ascender profissionalmente, não importando quem e como ferirá ao longo de sua trajetória.
Mas, o que isso tem a ver com política e/ou eleições? Muito, pois, está no centro do debate eleitoral desse ano a forma como a grande mídia vem se comportando. Aqueles veículos de comunicação que o jornalista Paulo Henrique Amorim denominou de adeptos do PIG- Partido da Imprensa Golpista, têm se comportado como se de fato fossem um partido político de oposição. A forma como elaboram seus editais; a forma como divulgam as notícias/informações políticas nos levam a perceber que estão de fato se posicionando, não como imprensa livre, num regime democrático, mas como um partido político de oposição. E isso para a imprensa no geral é muito ruim, pois, retira dela a principal característica do bom jornalismo: a imparcialidade.
Uma rápida olhada no que vem sendo divulgado nos principais e maiores meios de comunicação brasileiros nos levarão à óbvia constatação que nada mais fazem do que papel de partido de oposição. Acabam por assumir as funções de opositores, devido ao fracasso dos partidos que deveria cumprir essa tarefa (ser oposição).
Os partidos de oposição não conseguem cumprir seu papel que é fazer oposição, porque não conseguem elaborar um discurso que venha a atender aos anseios de um eleitorado cada vez mais exigente. Hoje, brasileiras e brasileiros, não mais se contentam com soluções mágicas ou meros paliativos. Qualidade de vida está na ordem do dia. O debate se dá em torno de melhores condições de saúde; educação; habitação e mobilidade, dentre outros importantes temas. Não basta falar mal do governo ou de quem está governando. É preciso elaborar e apresentar alternativas.
A oposição, capitaneada pelo PSDB e DEM, falha justamente em não ter projeto alternativo para o Brasil. Contenta-se em criticar programas sociais e econômicos implementados pelos governos do PT ao longo dos últimos 11 anos (primeiro com o presidente Lula e agora com a presidenta Dilma Rousseff). Esquecem que, sem apresentar alternativas, acabam levando a população a ter que escolher entre o que temos hoje e o que tivemos num passado bem próximo. Nesse tipo de comparação, os governos do PT levam uma larga vantagem, afinal, que governo nos livrou do julgo selvagem do FMI- Fundo Monetário Internacional? Que governo construiu e colocou pra funcionar tantas Universidades Federais quanto o do PT?
A grande e conservadora mídia nacional, em sua maioria, vem tomando partido e se colocando na condição de partido político de oposição, parte por absoluta incompetência dos partidos que deveriam assumir essa tarefa e parte pelo cunho conservador dos proprietários dos grandes veículos de comunicação, que nunca se conformaram com a ascensão ao planalto central do Partido dos Trabalhadores.
Em tempos de Copa do Mundo, o que vemos nos noticiários das maiores redes de televisão e estampados nas capas dos grandes jornalões e revistas semanais de informação, são notícias dos problemas estruturais; das dificuldades econômicas etc., etc., etc. e tal.
Uma simples postagem nas redes sociais de uma jornalista indignada com o pessimismo que assola a imprensa nacional, mostrando que, em coberturas de eventos do mesmo porte em países da Europa (olimpíadas e copas do mundo), também se identificavam problemas estruturais; obras terminadas de última hora; problemas de mobilidade etc. A diferença é que lá (na Europa), nunca se espalhou coisas do tipo: #NãoHaveráOlimpíada; #NãoHaveráCopa etc. Na verdade, sempre procuraram apresentar ao resto do mundo as notícias positivas e sempre acreditaram que tudo acabaria bem ao final.
Pena que não tenhamos aqui no Brasil essa cultura de valorizar e acreditar no que é nosso, no que fazemos. Não entendam que quero aqui calar a imprensa ou propor que escondam nossas problemas que ainda são muitos, mas bem que poderiam propor uma pauta menos negativa e menos parcial. Não cabe à imprensa o papel de partidos de oposição. Cabe e é responsabilidade dela a divulgação “imparcial” dos acontecimentos.
Estamos no limiar de apresentar ao mundo um dos maiores acontecimentos esportivos: A Copa do Mundo, e, apesar de tudo que descrevi acima, acredito que faremos a melhor copa do mundo já vista. E o que tudo isso tem a ver com as eleições? Talvez nada. Talvez muito. Alguns dizem que se a seleção brasileira não ganhar, as massas enfurecidas tomaram as ruas em protestos contra o governo central. Se isso for verdade, também devem acreditar que se o Brasil ganhar, as mesmas massas tomadas pela alegria da vitória hipotecarão ao governo central os méritos pela conquista.
Não acredito em nenhuma das duas alternativas. Mas creio e torço piamente para a nossa seleção, não apenas por uma questão de patriotismo, mas por uma questão de “orgulho de ser brasileiro”. Sim, orgulho de fazer parte de um povo que “não desiste nunca”. Que venha a Copa do Mundo e que venham as eleições de outubro. Estamos prontos pras duas. É isso. E tenho dito.

Adilson Lira – advogado; presidente do PT de Caruaru; ex-dirigente sindical do SINDSERPE e ex-assessor político do SINDECC.
panela de barro1

“Educação e infraestrutura são duas prioridades para Pernambuco

ARMANDO MONTEIRO EM ALMOCO NO SINDUSCONO pré-candidato ao governo de Pernambuco, senador Armando Monteiro (PTB), foi recebido em um almoço nesta segunda-feira (09) pelos membros do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Pernambuco (Sinduscon) para apresentar suas ideias sobre os desafios de Pernambuco nos próximos anos.
As áreas de educação e infraestrutura foram apontadas por ele como duas das maiores prioridades do Estado. “Na educação, precisamos formar competências que respondam ao crescimento econômico do Estado. Temos novos perfis profissionais que estão sendo exigidos pelas mudanças na matriz industrial de Pernambuco. Temos de elevar a escolaridade média do Estado, que hoje é de apenas seis anos e meio”, exemplificou Armando.
Ele também apontou uma desconexão entre os ensinos médio e técnico em Pernambuco. “Apenas 10% dos alunos do ensino médio estão matriculados ao mesmo tempo em algum curso técnico”, reforçou. Para Armando, este quadro pode comprometer a perspectiva de um desenvolvimento sustentável de Pernambuco nos próximos anos.
Armando afirmou ainda que na infraestrutura os desafios são em áreas como a da matriz de transportes, citando obras importantes como a transnordestina e o arco metropolitano. “Temos também o desafio de recompor a malha viária de Pernambuco, com a requalificação da BR-232, e a sua ampliação até Arcoverde. É preciso também duplicar a BR-423, concluir a BR-104, do polo de confecções”, enumerou. Armando citou ainda dados de estudos apontando que mais de 30% da malha viária do Estado está em péssimas condições.
A necessidade de ampliação do fornecimento de energia elétrica e a maior oferta de gás são outros gargalos que, segundo Armando, precisam ser superados. “A energia eólica é uma opção importante, mas precisamos pensar também na energia de base. E projetando o aumento de demandas nos próximos dez anos não há outra forma de garantir este suprimento em condições mais efetivas se não lutando para termos um linhão vindo da Usina de Belo Monte (no Pará) direto para o Nordeste. Temos também uma rede de gasodutos insuficiente. São menos de 500 quilômetros”, detalhou.
Armando também falou sobre o custo da energia no Estado. “Isto nos remete a discutir o tratamento tributário que é dado a Pernambuco. A própria tarifa, do consumo industrial e do residencial. Há pouco tempo, com a mudança que houve no setor elétrico, este marco regulatório do setor, o governo federal colocou um subsídio nas tarifas. Nós não sabemos se será sustentável, pelo imenso custo fiscal que isto vai gerar, mas sabemos por exemplo que aqui em Pernambuco há uma distorção, que tem contribuído para elevar o preço da energia. É que está se calculando o ICMS sobre o valor dos subsídios também. Então  isto é uma distorção que está contribuindo para elevar o custo da energia em Pernambuco”.
Ao encerrar a sua participação, o pré-candidato ao governo lembrou que para enfrentar esta agenda de desafios Pernambuco deve mobilizar a sociedade e precisa de lideranças que tenham a capacidade de fazer articulações também fora do Estado. “Pernambuco tem uma oportunidade extraordinária de consolidar o seu ciclo de crescimento, porque tem uma comunidade empresarial competente, temos centros de excelência nas universidades, temos um setor terciário que responderá de forma efetiva à nova matriz industrial e temos uma classe política que pode responder de forma adequada a este desafio”, finalizou.

 
Crédito da foto: Léo Caldas/divulgação

“Eu não tenho medo de concorrer com ninguém, pode juntar Mendonça e Galvão”, afirmou o pré-candidato Cristiano Cabeludo PSC

cristiano e silvio costaDepois de anunciar oficialmente que é pré-candidato à deputado estadual  , o vice-prefeito de Belo Jardim Cristiano de Carvalho, mais conhecido por Cristiano Cabeludo PSC começou a fazer articulações para formar um bom arco de aliança para o pleito eleitoral deste ano.
Em conversa exclusiva com o site Paredão do Povo, Cristiano disse que não tem medo de concorrer ao pleito eleitoral com ninguém, caso tivesse medo, não teria entrado na disputa em 2008 quando foi eleito vereador e em 2012 quando foi eleito vice-prefeito com o prefeito João Mendonça (hoje rompidos).
“Eu não tenho medo de concorrer com ninguém, pode juntar Mendonça e Galvão se eu tivesse não teria entrado como vereador e vice-prefeito, eu estou na briga para ganhar e não para só uma disputa”, finalizou.
zfix novo

Armando:”Pernambuco precisa elevar seu desempenho na educação

PLENARIA 14  EM RECIFE

Com a presença de mais de mil pessoas no colégio Vera Cruz, no Recife, o senador e pré-candidato ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB), comandou, ao lado do pré-candidato ao Senado, o deputado federal João Paulo (PT), o encerramento do Projeto Pernambuco 14. Na última reunião plenária das 14 realizadas em todo o Estado, Armando destacou o esforço da aliança para coletar sugestões da população, que vão nortear o futuro programa de governo do petebista.
Neste último encontro, os setores mais demandados foram o de saúde, de mobilidade urbana e cultura. Ao todo, no Recife, 629 pessoas se inscreveram para debater e propor ideias em uma das 15 salas temáticas do evento. Segundo Armando, o projeto Pernambuco 14 visitou todas as microrregiões do Estado, indo das Zonas da Mata ao Sertão. Nesses encontros, mais de 20 mil pessoas se engajaram no processo e levaram contribuições para a formatação do programa de governo.
"A essas pessoas, ressalto dois aspectos: a participação entusiasmada e o clima de mobilização popular, além dos debates de qualidade que foram propostos", salientou. "Recebemos contribuições muito importantes para o nosso futuro programa de governo, que vai ser um programa vivo. O povo pernambucano se tornou mais exigente e quer mais", acrescentou.
Armando destacou que o futuro programa de governo do PTB para Pernambuco vai ter o timbre da participação popular. "Estamos animados para construir um plano que aponte o caminho para o futuro de Pernambuco", enalteceu.
Para o conselheiro em Acessibilidade e Inclusão Manuel Aguiar, as políticas públicas para as áreas de educação, saúde e ação social ainda estão distantes de atender às demandas da população. "Temos que acabar com as filas na saúde, temos que ter escolas que atendam a todas as condições de alunos, é o que entendo que Pernambuco precisa avançar ou melhorar”, considerou.
O escritor Sidney Rocha pontuou que o futuro governo deve olhar para a área de mobilidade urbana. “Recife e o Estado inteiro sofrem com um grande fato que vem agravando a malha urbana da sociedade, que é a especulação mobiliária. Se nós não resolvermos essa sangria desatada pelo uso racional do solo estaremos em péssimos lençóis em Pernambuco”, disse.
Ao lado de diversas lideranças que formam o conjunto da aliança política, Armando destacou que formação de sua chapa não se sobrepôs a interesses partidários ou pessoais. "Essa chapa imprime a marca da coerência", bradou. "Nós temos ciência dos nossos desafios e entendemos que esse projeto que operou profundas mudanças em Pernambuco e no Brasil, iniciado pelo ex-presidente Lula, tem que continuar", completou o petebista.
Ao avaliar os indicadores socioeconômicos de Pernambuco, Armando Monteiro observou que o Estado avançou muito nos últimos anos, sobretudo depois da aliança com o governo federal, no princípio com o governo Lula e, hoje, com a gestão da presidente Dilma Rousseff. Porém, o pré-candidato ao governo destacou que os índices atuais ainda são alarmantes.
"Pernambuco precisa elevar o desempenho na educação. Não precisamos ir muito longe para observar exemplos de sucesso. Precisamos cuidar bem daqueles que ensinam nossos filhos", afirmou Armando Monteiro, frisando algumas propostas para o setor. Entre elas, estão a implantação de um programa de cargos, carreiras e vencimentos para os professores, bem como a conexão entre o ensino médico e o técnico-profissional.
Pré-candidato ao Senado, João Paulo destacou a importância do alinhamento do governo do Estado e das prefeituras com o governo federal. "Ser prefeito, ser governador e ser presidente é, acima de tudo, cuidar das pessoas", disse.

 

(Crédito da foto: Leo Caldas/Divulgação).

Secretário de administração de Tacaimbó, pede exoneração

jurandir de britoO secretário de Administração da prefeitura de Tacaimbó, o Sr. Jurandir de Brito, pediu exoneração do cargo a chefe do executivo municipal na manhã da última segunda-feira 9.
Segundo informações da terra do Maxixe, a Chefe do executivo municipal queira que o atuante secretario de administração, ocupa-se o cargo na Sec. de obras daquele município, onde ouviu da boca de sua superior no executivo municipal, que a única secretaria que de fato funcionava em Tacaimbó era a pasta de Educação (faz-me rir). Descontente com a ofensa, o Sr. Jurandir fez o pedido de exoneração do cargo, mas só não foi divulgado oficialmente a mídia. Desde já, o ex-secretário de administração  agora vai se dedicar à sua carreira funcional de servidor público municipal.
Jurandir de Brito é o quarto a deixar o cargo de primeiro escalão do governo “El Chavez”.

verde limao1

Preso acudado do homicídio de Samuel ex-vigilante do HJAL de Belo Jardim

edu homicidasamuel mortoPoliciais civis da delegacia da cidade do Brejo da Madre de Deus, cumpriram o mandado de prisão em desfavor de Eduardo Chaves de Lima, mais conhecido como “Edu’ 20 anos, acusado de u, homicídio no trevo da entrada da cidade de Brejo no último dia 2 de junho onde vitimou Samuel José Rodrigues, 35 anos, que estava bebendo com amigos no local do crime. Diante dos fatos, a autoridade policial representou contra o imputado que foi recolhido ao presídio Augusto Duque na cidade de Pesqueira.
 

ROCAM prende suspeito de latrocínio em Belo Jardim

joao gozadaRocam 15º BPM investigava o suspeito João Joaquim da Silva Filho, vulgo “João Gozada”, 31 anos residente na rua 8 da COHAB III. Segundo a polícia Gozada é suspeito de ter praticado uma tentativa de latrocínio na qual as vítimas receberam uma ligação  anônima,  informando que Gozada seria o autor da tentativa.

espingarda 12Equipes policiais munidos de informações se dirigiram até a residência do imputado, onde o mesmo não esboçou nenhuma reação, na residência do suspeito, foi encontrado uma espingarda calibre 12 de fabricação industrial com seis munições do mesmo calibre, e duas tocas ninjas.
O suposto assalto, a polícia levou o acusado até as vítimas onde não foi reconhecido pelo ato delituoso, João Gozada foi levado até a DP juntamente com a arma, onde na delegacia já havia um mandato de prisão contra o mesmo que foi recolhido ao presídio Augusto Duque na cidade de Pesqueira.  

rrcalçados

Valdemir Cintra diz que os grupos Mendonça e Galvão são igual a água e óleo

valdemir tristeEm seu programa na rádio comunitária 104 FM, o ex-vereador Valdemir Cintra afirmou que não acredita na possível união entre os grupos Mendonça e Galvão na eleição de 5 de outubro.
Segundo Valdemir Cintra, se isso acontecer o deputado federal Mendonça Filho DEM, ficará por cima da votação que da união dos grupos, e Cintra Galvão ficaria desmoralizado politicamente, no final da sua analise, Mimi comparou a possível união dos grupos como:”Água e Óleo”, não se mistura.  

espetinho do lucio

Prefeita despreza grupo político local e importa Sec. de Saúde de Tacaimbó, decisão gera insatisfação

sec. de saude de tacaimbóA nomeação do novo secretário de saúde, o Sr. Francisco de Assis Barros Junior,  mostra que a administração atual não aposta nem confia em nomes do seu grupo político, nem nos filhos de Tacaimbó.
Não vou entrar no mérito do indicado, até porque não sei nem quem é, assim como vocês Tacaimboenses também não sabem. Agora a pergunta fica no ar:
” Quantos dias ou meses o novo secretário de saúde irá durar na pasta?”
Diante do anúncio do novo secretário, recebemos um comentário de um leitor da terra do Maxixe afirmando que o vice-prefeito está insatisfeita com a forma que é  tratado e a condução política dessa administração. Segundo o leitor, quem manda de fato na prefeitura não é o prefeita, isso eu já sei e todo mundo sabe! Isso tem prejudicado muito a administração da mesma.

nubia rocha3

Em Lagoa da Itaenga, Armando e João recebem apoios do PSB

a17

O pré-candidato ao governo do Estado, senador Armando Monteiro (PTB), e o pré-candidato ao Senado, deputado federal João Paulo (PT), asseguraram neste domingo (08) o apoio de quatro socialistas históricos da Mata Norte pernambucana. O prefeito de Lagoa de Itaenga, Lamartine Mendes, a presidente da Câmara de Vereadores, Betânia Mendes, o vereador Lucas da Camboa e o ex-prefeito do município, Sebastião Menino, receberam os pré-candidatos no município e confirmaram que vão marchar com Armando e João.

Membro do PSB desde 95, o prefeito Lamartine também já foi vereador por quatro mandatos. Já Sebastião Menino administrou o  município por duas gestões. Eles fazem parte de um grupo político da região que sempre foi muito ligado ao ex-governador Miguel Arraes.

A vereadora Betânia Mendes explica que a opção por Armando e João é a melhor para o município. "Votamos em Armando para o senado em 2010 e queremos agora conduzi-lo a este desafio maior que é levar Pernambuco a um futuro melhor". Betânia diz que apesar de fazer parte do partido do governo, Lagoa de Itaenga, tem enfrentado muitas dificuldades, especialmente com relação à segurança pública. "Falta delegado, não temos juiz na cidade", reclama.

Ela também observa que mesmo estando a tantos anos no partido, nunca ouviu falar do candidato do PSB. "Não o conhecemos, sequer tínhamos ouvido falar no nome", conclui. Também participou do encontro o vereador Paulo Feliciano (PT).

Crédito da foto: Léo Caldas/Divulgação

extra mercado

Breve em Belo Jardim um novo conceito em fazer compras AGUARDEM!