A volta do Boy

cecilio boy

O Ex-Vereador Cecílio Alves, carinhosamente chamada de Boy, pai da ex-vereadora Claudiane Alves, poderá estar de volta a cena eleitoral em 2016 como pré-candidato a vereador. Cecílio Boy, teve vários mandatos seguidos como vereador e tem um certo conhecimento nas comunidades de zona rural, principalmente na região de Água Fria.

Há quem diga, que o prefeito de Belo Jardim João Mendonça PSD, já lhe ofereceu de volta o comando de Água Fria, desbancando alguns vereadores de sua base eleitoral.

jokkas

Eleição suplementar na cidade de Brejo da Madre de Deus

eleições 2013

A votação na eleição suplementar na cidade de Brejo da Madre de Deus, na vila de São Domingos até agora é grande o número de abstenções vamos a parcial até este exato momento:

Secção 1 aptos a votar  387 eleitores, foi votado até o momento 229 eleitores

Secção 2 aptos a votar  384 eleitores, foi votado até o momento 231 eleitores

Secção 3 aptos a votar  384 eleitores, foi votado até o momento 217 eleitores

Secção 4 aptos a votar  386 eleitores, foi votado até o momento 239 eleitores

Secção 5 aptos a votar  380 eleitores, foi votado até o momento 221 eleitores

Secção 6 aptos a votar  396 eleitores, foi votado até o momento 247 eleitores

Secção 7 aptos a votar  164 eleitores, foi votado até o momento   92 eleitores

Secção 8 aptos a votar  389 eleitores, foi votado até o momento 235 eleitores

Secção 9 aptos a votar  393 eleitores, foi votado até o momento 244 eleitores

Até o momento 1328 eleitores não foram votar, segundo informações extra-oficias abstenção continua grande na Vila de São Domingo, em média de 15% de abstenção na Vila de São Domingos.

Deputado federal Mendonça Filho DEM, tomou café da manhã com amigos

GEDSC DIGITAL CAMERA

O deputado federal Mendonça Filho DEM, ao lado de amigos tomou café da manhã este sábado, com os amigos no bar da João do Cuscuz. Estiveram presentes o conselheiro tutelar Evandro Macarrão, suplentes de vereadores Marcos Buchudo, pitomba da lotação, o ex-vereador Pedro Taboquinha, esposo da vereadora Da Paz DEM, radialista Laetsom Silva entre outros presentes.

GEDSC DIGITAL CAMERA

O parlamentar comentou ao site Paredão do Povo que: “É muito bom poder tomar café da manhã e colocar o papo em dia com grandes amigos”. Em seguida, Mendonça Filho fez algumas visitas e em seguida viajou para a cidade de Terezinha (Agreste Meridional) para participar de um almoço com Nadir Ferro, que foi candidata na última eleição e demais lideranças.   

GEDSC DIGITAL CAMERA

Tareco e Mariola participa da XIV Fenearte

fenearte-1

A Associação Tareco e Mariola vai expor a produção dos artesãos do agreste pernambucano na XIV Feira Nacional de Negócios e Artesanato – Fenearte, que acontece entre os dias 4 e 14 de julho no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Desde a primeira edição da feira, que a associação expõe o artesanato produzido na cidade. 

Segundo Jorge Baraúna, coordenador de projetos sociais da Baterias Moura, a ação é uma ótima oportunidade de mostrar a arte produzida em Belo Jardim. “Levaremos a produção de 42 artesãos, não só para o público, mas também para os lojistas”, afirma. Ainda de acordo com Baraúna, o espaço é uma importante vitrine que possibilita ampliação de mercado para os artistas mesmo depois do encerramento da feira. “Durante o evento conseguimos fazer excelentes contatos para negócios posteriores. Isso gera renda para os artesãos da região”, avalia. Este ano que a feira presta uma justa homenagens as mulheres rendeiras, a Tareco e Mariola leva arte produzida pelas artistas de Belo Jardim.

Os compradores vão se identificar muito com o artesanato que será apresentado. As peças fazem parte da cultura do agreste pernambucano que abusa do fuxico e de estampas de chita. A Associação vai levar para a feira materiais que vão de móveis produzidos com papelão até pequenas peças de decoração, como painéis, artesanato em palha de milho, madeira, couro e barro, entre outros materiais. Qualquer um poderá adquirir um objeto. Serão comercializados produtos acessíveis, que vão de R$ 2,00 até as peças mais elaboradas no valor de R$300,00.

Todos os produtos são confeccionados a partir de material reciclado como restos de madeira, retalhos de tecidos, separadores de baterias automotivas – doados pela Moura – e tubos de MDF. Jorge Baraúna destaca a importância de trabalhar com material que iria para o lixo. “Nosso trabalho vai desde a coleta seletiva até a composição das peças. Focamos em atividades que possam contribuir para um meio ambiente mais sustentável”, ressalta. Hoje o Tareco e Mariola recolhe 65 toneladas de lixo, que escapam dos aterros sanitários e ganham vida em forma de arte.

Sobre o Tareco e Mariola – O Tareco e Mariola surgiu em 1999, com o objetivo de prestar assistência social aos moradores de Belo Jardim (PE), cidade onde foi fundada a Baterias Moura, por meio de trabalhos voltados ao meio ambiente, educação e arte. Atualmente, o programa beneficia direta e indiretamente mais de 20 mil pessoas em Belo Jardim e cidades circunvizinhas.

Sobre a Moura – Fundada há 55 anos, em Belo Jardim (PE), é composta por seis – cinco no Brasil e uma na Argentina. Sua rede própria de distribuição (RBM) é formada por mais de 65 unidades espalhadas pelo Brasil e atende a mais de 23 mil clientes, mensalmente, em todo o território nacional. Além disso, a Moura conta com unidades independentes que atendem a alguns países da América do Sul, além de Portugal e Inglaterra, na Europa. Entre as fábricas e a RBM, a Moura gera uma média de três mil empregos diretos.

Com tradição consolidada na fabricação de acumuladores elétricos, possui equipe de engenheiros e técnicos altamente capacitados e oferece ampla gama de produtos, com baterias para empilhadeiras, uso em telecomunicações, tratores, automóveis, trens, metrôs, barcos, entre outros. Comprometida com a sustentabilidade ambiental, a Moura possui um consistente programa de Logística Reversa, tendo capacidade de reciclar mais de 100% de sua produção, ou seja, para cada bateria Moura colocada no mercado, uma volta para a empresa, para processo de reciclagem. Ainda nesse contexto, a empresa passa a realizar o projeto Carbono Zero, que neutraliza a emissão de carbono ocorrida na produção de seus acumuladores. Dessa forma a Moura garante o correto descarte do produto e contribui para a preservação do meio ambiente.

Cáthia Rabelo

Aponte Comunicação