Vereador Vando PSC, solicitou o pólo gastronômico em Serra do Vento

vereador vando

O vereador Vando de Ginaldo PSD, parabenizou a vereadora Patrícia em seu requerimento e alegou que:" Parabenizo a nobre vereadora, e com já ficou certo, eu quero me associar ao seu requerimento e dizer que a Srª. edita-se o pólo cultura gastronômico, pois isso irá expandir onde muitos turistas que vão estar nos visitando irão conhecer o pólo gastronômico lá na Vila do Socorro, e que leve o nome do nosso pólo gastronômico para outras cidades.
Em Serra do Vento nós temos à chácara pé de serra, e peço que se possível o sec. de cultura nos traga uma etapa do pernambucano de MotoCross para que essa modalidade em nosso distrito seja maior.

“Se a sessão começou errado, começou pelo presidente”. Disse o vereador Tenente PTB

GEDSC DIGITAL CAMERAO vereador Tenente PTB, explanou sua colocações sobre a convocação da coordenadora do CEO-Belo Jardim, onde os vereadores de oposição indagou que a sessão começou errado, vamos ao pronunciamento do vereador:
Se essa sessão começou errado, começou pela presidência, por que eu mesmo estava preparado para falar em nepotismo, se nós nos equivocamos me desculpe, mas quem se equivocou mais foi o Sr. presidente, isso eu vejo bem claro.

rg imobiliaria

Vereador Nen Cabeludo PSC disse que:” Não é do interesse desde presidente tirar o direito de nenhum cidadão

GEDSC DIGITAL CAMERA

Vereador Nen Cabeludo PSC, disse que o vereador Gilvandro Estrela alegou que foi tirado o direito, vejam as explanações do presidente do legislativo municipal:
Eu quero dizer ao vereador e a todos que não é do interesse deste presidente desta casa, tirar o direito de nenhum cidadão, todo vereador desta casa tem o acesso a pauta da reunião, o vereador autor da convocação tem acesso primeiro do que todos, então  ele sabia a ordem que seria primeiro a explanação seguido de perguntas por que tinha coisas que não iríamos perguntar.

O vereador Tenente fez uma pergunta e o vereador Gilvandro repetiu, então ele não estava prestando atenção. Somos autoridades nesta casa, mas temos que agir com coerência, não é trazer o funcionário aqui para querer pressioná-lo para ele dizer o que ele não tem o que dizer.

Quem é responsável por nomeações é o prefeito, nem o secretário tem esse poder de nomear funcionário.
Teve citado o nome da minha irmã e minha esposa por nepotismo, minha esposa é efetiva, mas se o ministério público achar que minha esposa deve ficar em casa ganhando sem trabalhar, pra mim será um prazer, por que temos duas filhas pequenas.

Voltando ao assunto, eu não tirei direito de nenhum vereador, mas o vereador Gilvandro Estrela é um cara todo cheio de direito dizendo se lhe fosse perguntada dez vezes a mesma pergunta a Srª Ana Paula teria que responder as dez, isso não existe.
O cara é vereador ou um rei? Para convocar funcionário aqui lhe fazer dez perguntas e ele ter que responder as mesmas perguntas, isso não existe .
Nós somos vereadores fiscalizadores do povo, mas temos que respeitar o povo, tem que ter limite para respeitar o povo, existe uma lei que diz constranger uma funcionário público é crime ou o vereador Gilvandro Estrela não sabe disso?  Ele sabe muito é correr, por que tem um pedido de informação do vereador ao Sr. Milton Pestana e o vereador não ficou até o fim, deixou o cidadão aqui e foi embora .
Agora o cara é formado em direito e eu só sei vender perfume não venha querer me desmoralizar dizendo que a sessão começou errada, eu sei que começou errada mas foi para atender o pedido do vereador.

jokkas

Mendonça Filho afirma que a aprovação da MP dos Portos é um atraso para o Brasil e prejudicial ao Porto de Suape

brasilia

         O vice-líder do Democratas, deputado Mendonça Filho, avaliou a Medida Provisória dos Portos (MP 595), aprovada na Câmara dos Deputados após quase 40 horas de discussão em plenário, é um atraso para o País no setor portuário e muito prejudicial ao porto de Suape. “A MP cria uma distorção competitiva entre os operadores privados e os portos públicos como Suape, além da centralização que atenta um princípio básico de que os estados devem ter autonomia portuária para fazer sua política de atração de investimentos e ao mesmo tempo de comércio exterior”, explicou. Mendonça alertou para a perda de competitividade de Suape, um porto público com operação privada, em relação a Pecém, no Ceará, um porto privado.

mendonça brazilia

      Segundo Mendonça, as bancadas oposicionistas vão se reunir ao longo do dia para articular a derrubada da proposição no plenário do Senado Federal. A MP perda a eficácia a meia noite desta quinta-feira. Durante as sessões convocadas em sequencia pelo presidente da Câmara, a oposição mostrar os erros da MP e os problemas que seus desdobramentos podem causar ao País. “Mostramos que essa MP não interessa ao Brasil. É uma MP denorex, parece modernizadora, mas não é”, disse. Desde o início da apreciação da matéria esta semana, o Democratas se posicionou contra a MP.

mendonça brazilia2

       Em plenário, a bancada demonstrou que a Lei dos Portos de 1993 trazia as regras necessárias para atração de investimentos e modernização da estrutura portuária brasileira. Os deputados argumentaram que o Decreto 6.620/2008 editado pelo ex-presidente Lula é que trouxe o atraso aos portos ao dificultar a operação privada. Na avaliação de Mendonça Filho a votação da MP dos Prortos evidenciou a divisão na base governista e a capacidade da oposição na Câmara dos Deputados.

      “Se a Câmara foi capaz de resistir a esse tempo todo aqui em votações pela madrugada, sessões ininterruptas, tenho certeza que usando o regimento interno respeitando a Constituição o Senado não vai se transformar em Casa de homologação. O regimento e a Constituição Federal asseguram a necessária publicação prévia da MP com um tempo mínimo de 24 horas para ser apreciada e nós vamos conversar com a bancada oposicionista para que a gente possa derrubar a MP no Senado Federal”, disse.

     O vice-líder do Democratas disse esperar que o Senado Federal cumpra com a Constituição e não permita uma votação a toque de caixa dessa Medida Provisória.  “A lição política que a oposição conseguiu mostrar ao Brasil foi o racha profundo que existe na base no governo. PMDB e PT não se entendem e essa nossa ação teve como derivativo direto a apontar essa divisão forte na base governista e isso vai ter consequências muito sérias para um governo que está desarticulado politicamente, que é fracionado e interage muito mal com a sua base. Na base sempre da truculência, da arrogância, da prepotência. A realidade vai significar no futuro outras situações de aperto como eles sentiram aqui na Câmara”, ponderou Mendonça Filho.

Nádia Ferreira

rg imobiliaria

Prefeito de Belo Jardim parabeniza os garis pelo seu dia

GEDSC DIGITAL CAMERA

O Prefeito João Mendonça,parabenizou os Garis por seu dia: “Obrigado pelo seu trabalho,dedicação e carinho em manter nossa cidade limpa e mais bela”,disse o Prefeito.

GEDSC DIGITAL CAMERA

"Herdamos uma cidade com problemas sérios de limpeza urbana, problemas esses que se perpetuaram por 4 anos. O nosso compromisso é de até o fim do mandato, fazer de Belo Jardim a cidade mais limpa do Agreste Pernambucano”, ressaltou o secretario de Obras, Nildomar Santana.
O secretário ainda explanou que:
“A secretaria de obras é uma das secretarias que mais tem se destacado em nossa administração,isso só é possível, pela dedicação de todos que fazem parte dessa secretaria. Estou muito feliz em poder homenagear vocês e agradecer em nome de todos os munícipes pelo excelente trabalho de todos”, concluiu.
Em seguida dos pronunciamentos, foi servido um café da manhã aos garis promovido pela administradora da empresa Viambiental, Cristiane, e sua assessora Sandra.

GEDSC DIGITAL CAMERA

GEDSC DIGITAL CAMERA

Governo de Pernambuco aprovou quase R$ 2 milhões para Belo Jardim

govpeO Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal  FEM, anunciado pelo Governador Eduardo Campos no Encontro Governo do Estado e Prefeituras – Integração das Políticas Públicas (Juntos por Pernambuco), realizado nos dias 21 e 22 de fevereiro, em Gravatá, visou apoiar os municípios pernambucanos na implantação de projetos que contribuam para o desenvolvimento municipal e permitam a retomada da realização de investimentos cuja execução foi comprometida pelo atual momento de fragilidade das finanças municipais.
O valor total previsto para o fundo é de R$ 228 milhões e o objetivo é que os recursos disponibilizados sejam aplicados em ações e obras importantes para a qualidade de vida da população e o desenvolvimento do município.
O município de Belo Jardim, foi contemplado nos seguintes itens

APOIO À IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA URBANA
Valor R$ 662, 073,96
Data prevista de conclusão: 15/03/2014
Status: APROVADO

APOIO À IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA TURISTICA
Valor R$ 61,985,22
Data prevista de conclusão: 15/11/2013
Status: APROVADO


APOIO À IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA URBANA E RURAL
Valor R$ 843,839,14
Data prevista de conclusão: 15/03/2014
Status: APROVADO


APOIO AO DESENVOLVIMENTO DA ZONA RURAL – CONSTRUÇÃO DE PASSAGEM MOLHADA EM CAMPO NOVO
Valor R$ 10,261,31
Data prevista de conclusão: 15/03/2014
Status: APROVADO


APOIO À ESTRUTURAÇÃO DA REDE DE SERVIÇOS DE ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE
Valor R$ 250,629,76
Data prevista de conclusão: 15/03/2014
Status: APROVADO

No total foi liberado para Belo Jardim R$ 1.828.789,39

 

Bate boca entre os vereadores Da Paz DEM & Rafael Lopes esquentou o clima na Câmara de vereadores

clima quente vereadores rafa e da paz

Uma importante audiência  solicitada pelo vereador Rafael Lopes PT, acontecia aparentemente normal no plenário da Casa Custódio Ferreira Mergulhão, com a presença da coordenadora do CEO-Belo Jardim, a Drª. Ana Paula, que atendeu a convocação do vereador acima citado.
O assunto foi sobre o possível
NEPOTISMO cruzado, mas uma discussão acalorada entre o Vereador Rafael Lopes PT e a vereadora Maria Da Paz DEM esquentou o clima no plenário, vamos ao debate:

A vereadora Da Paz DEM, explanou na noite de ontem o que não disse durante seus 3, 6 meses de seu primeiro mandado, vejam o que a nobre vereadora disse:
“Por falar em nepotismo, aqui nesta casa no governo passado, tinha Ana, prima do vereador Rafael, e sobrinha de Zé Lopes, e não era nepotismo vereador Rafael?
Segundo, o que eu ouvi aqui segundo um vereador, nós temos direito de irmos em qualquer canto verificar tudo, mas não podemos chegar e abrir livro de ponto, isso é decoro parlamentar vocês sabem vereadores?

Em seguida, o vereador Rafael Lopes PT, rebateu:” Com relação a minha prima, o vereador hoje se chama Rafael Lopes, gestão passada era o ex-vereador Zé Lopes, que ela não tinha nenhum grau de parentesco perante a lei. Minha prima é sobrinha da minha mãe, agora a senhora vereadora deveria ficar preocupada com sua filha que trabalha no BELOJARDIMPREV.

rg imobiliaria

“Os vereadores desta casa não são palhaços, nós não estamos aqui para brincar com o povo de Belo Jardim”. Disse o vereador Rafael Lopes PT

GEDSC DIGITAL CAMERAO vereador Rafael Lopes PT, disse ontem no plenário da Casa Custódio Ferreira Mergulhão que: "Já que o prefeito de Belo Jardim, não responde aos nosso pedidos de informação a alguns requerimentos, nós estamos entrando com uma representação no Ministério Público. É fato que todo pedido de informação quando não é votado, e vem enviado para esta casa não são muito claro, onde vem faltando dados.
Então, o prefeito do município de Belo Jardim, tem que atender corretamente as solicitações desta casa, os vereadores desta casa, não são palhaços, nós não estamos aqui para brincar com o povo de Belo Jardim. Então, juntamente com os demais vereadores (Gilvandro, Tenente e Silvano), entramos com uma representação ao ministério público, para que ele esclareça de onde vem e para onde vai, as verbas que são destinadas para o município de Belo Jardim.

jokkas

Mendonça Filho, consegue com o ministro dos transportes a retomada da licitação das obras dos acessos rodoviários de Belo Jardim

mendoncafilho

 A licitação das obras de melhoria dos acessos rodoviários e de construção de um novo acesso ao município de Belo Jardim foi retomada após audiência do deputado federal, Mendonça Filho,  com o novo ministro dos Transportes, Cesar Borges, em Brasília. Há 20 dias, Mendonça pediu ao ministro a retomada da processo de licitação para não atrasar o processo e, consequentemente, o início das obras. A abertura do edital foi feita na semana passada, na sede do DNIT, em Recife. “O ministro cumpriu o compromisso de agilizar o processo licitatório, porque entendeu a importância dessa obra para Belo Jardim e para a região”, comemorou Mendonça Filho.

     Os recursos para a obra do novo acesso da Cohab I, a partir da BR-232, e de toda a requalificação do trecho urbano da BR 232 entre o bairro do Planalto e a entrada da PE 180 que liga Belo Jardim a São Bento do Una estão assegurados pelas emendas de autoria de Mendonça Filho, incluídas no Orçamento Geral da União. “A licitação foi parada por questões técnicas e o início das obras, programado inicialmente para este primeiro semestre, deve atrasar menos do que se não conseguissemos agilizar a liberação do edital de licitação”, afirmou Mendonça Filho.

     Segundo Mendonça, com a troca de ministros a preocupação era garantir que a mudança não atrasasse ainda mais o processo. Na audiência com Mendonça, o ministro César Borges assegurou que o DNIT começaria as obras até julho deste ano. “Acredito que vamos conseguir iniciar as obras até julho como o ministro previu”, afirmou Mendonça, ressaltando que está acompanhando passo a passo a execução desta. A melhoria dos acessos rodoviários e a construção de um novo acesso ao município de Belo Jardim, estão orçadas em R$ 1,6 milhão.

        “O novo acesso na Cohab 1, na prática, dará a Belo Jardim uma terceira entrada com asfalto, via dupla, iluminação, segurança e embelezamento urbano”, afirma Mendonça, ressaltando que a obra é importante não apenas para Belo Jardim, mas para São Bento do Una e para Região, porque vai melhorar a trafegabilidade da via e facilitar o escoamento de mercadorias.

         Mendonça Filho disse que também está acompanhando junto ao Ministério dos Transportes projeto de construção do contorno de Belo Jardim. “O projeto preliminar já está sendo preparado e queremos fazer, também, o projeto executivo e o estudo de viabilidade técnica e econômica desta obra. Com isso, vou poder apresentar emenda ao OGU 2014 destinando recursos para a obra do contorno ser iniciado no próximo ano”, afirmou Mendonça.

       O projeto do contorno de Belo Jardim  tem valor estimado entre R$ 10 milhões e R$ 12 milhões. A obra viária deve começar na entrada do bairro de Água Fria, contornando Belo Jardim pelo lado norte, próximo a Barragem do Bituri, seguindo até a a estrada que liga Belo Jardim a Serra do Vento e Brejo da Madre de Deus. “Esta obra vai facilitar o acesso ao distrito de Água Fria e da nova fábrica da Moura. Além de beneficiar diretamente o bairro Cavalo Morto e contribuir para a geração de emprego”, afirma Mendonça.

Nádia Ferreira

rg imobiliaria