“Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”.

Manifestamos nossa total e irrestrita solidariedade aos professores/as da AEB os/as quais no dia 12 de fevereiro, em Belo Jardim, organizados e lutando pacificamente por seus direitos, esclareceram a toda sociedade o que vem enfrentando diariamente.
O esclarecimento é um legítimo ato de protesto contra a intransigência do governo do Senhor Hélio dos Terrenos que insiste em não negociar com os servidores/as (alguns já em greve) e não apresentar uma solução pelo pagamento de salários da instituição , que está sendo adiado pelo prefeito há quase 4 meses.
Repudiamos com veemência a irresponsabilidade do governo da cidade de Belo Jardim em relação aos trabalhadores/as.
É inaceitável que, em plena democracia, os/as professores/as sejam tratados com tamanho descaso pelo simples fato de buscarem melhores condições de trabalho em um setor fundamental na sociedade, a educação.
Além de a educação ser um grande instrumento de libertação, como o grande educador Paulo Freire ensinou, a luta também educa. Afinal, até uma presidente saiu do poder após o povo ir a luta nas ruas.
Todo apoio aos professores e professoras da AEB.
A luta não pode parar!
8° Período de Enfermagem.