Câmara de vereadores de Belo Jardim arquiva projeto para identificação dos carros oficiais e particulares locados

A câmara de vereadores de Belo Jardim arquivou na reunião desta terça-feira (23/04) a proposta de lei que pedia obrigatoriedade da identificação de todos os carros oficiais da prefeitura municipal.
O projeto de nº 19/2019, proposto pelo vereador Gilvandro Estrela (PV), pedia o estabelecimento da obrigatoriedade de identificação dos carros oficiais da administração direta e indireta do município de Belo Jardim, inclusive os particulares locados, com o brasão da municipalidade e proíbe o uso de logotipos institucionais desses veículos, além de estabelecer penalidades para o descumprimento desta lei e mal uso desses veículos.
O objetivo, de acordo com o relator do projeto, era o de impedir a locação de veículos fantasmas por parte do governo municipal e coibir que os veículos, especialmente os locados, sejam utilizados em outras funções com o uso do dinheiro público.
Os defensores do projeto falaram sobre a importância da aprovação dele para a transparência das contas do município, destacando um contrato de locação de 71 veículos por um prazo de 90 dias, que foi firmado em 16 de agosto de 2018 e que custou aos cofres públicos R$ 1.230.000,00 (Hum Milhão, Duzentos e Trinta Mil Reais).
Sem que a população e a câmara de vereadores pudesse fiscalizar o uso destes veículos.
Dos treze Vereadores presentes na sessão votaram a favor do projeto, o autor, Gilvandro Estrela e os vereadores Pitomba, Bruno Galvão e Nilton Senhorinho. Já os que votaram contra foram: Da Paz, Tenente, Claudemir, Macarrão, Zé Guri, Wilsinho, Marcelino e Marcos Buchudo. O Presidente não vota.
Tailane