Histórias de Belo Jardim

Uma curiosidade sobre a aquisição do terreno para a construção da Igreja Matriz da Conceição é bastante curiosa e insere a cidade no contexto colonial escravista, uma vez que uma escrava e uma cabra foram à moeda de troca pelo terreno. A construção da Matriz da Conceição está atrelada a uma antiga olaria que existia onde atualmente é o Bairro da Lagoa, eram feitos mutirões de doações para erguer a Igreja, às pessoas caminhavam para pegar os tijolos para os levarem até o local que foi erguida a Igreja. Até 1928 a igreja possuía apenas uma torre, a inauguração da segunda torre se deu em 1928. Antigamente a cidade em que a Igreja central possuísse duas torres era um sinônimo de poder dos moradores locais, logo a construção da mesma geralmente era financiada pelos ricos da cidade.
Texto: Cibele Santos