Briga de Gangs da V-8 (Varadouro) e Cidade Tabajara travam uma batalha em Olinda

O carnaval de Pernambuco tem muitas tradições, algumas fartamente divulgadas a partir de mera reprodução de textos oficias distribuídos por órgãos governamentais ou empresas patrocinadoras. Mas o que a página de Facebook Sergio Dionizio jornalista divulga neste domingo, 11/02, são 3 minutos e 45 segundos de uma tradição verdadeira, crua e muito triste.
Todos os anos, durante o desfile do Homem da Meia Noite pelas ladeiras do Sítio Histórico de Olinda, gangues das comunidades da V-8 (Varadouro) e Cidade Tabajara travam uma batalha.
Este ano, o boneco gigante passou ladeado por duas fileiras de policiais militares usando os também já tradicionais bonés laranjas. Mas logo que o cortejo passou, uma briga generalizada teve início por trás da Igreja do Amparo. As barracas comerciais foram destruídas e as casas tiveram as portas e janelas fechadas pelos ocupantes, com medo da “chuva de pedras” que ocorria do lado de fora.
Quando a chuva de pedras diminuiu, foi possível registrar o espetáculo deprimente de selvageria que escancara a ineficácia da segurança pública no estado de Pernambuco. Um homem caído ao chão apanha iincessantemente por uma horda, sem que ninguém pudesse impedir a sanha assassina dos desordeiros. Uma nova chuva de pedras impediu que a gravação continuasse.
Não é possível, pelo vídeo, determinar se o homem agredido sobreviveu, o que parece pouco provável. Mas a imagem confirma o que já dissemos, que não adiantam milhares de cabeças laranjas sem uma gestão de segurança competente.
Se o governo não tem câmeras de monitoramento em pontos estratégicos, esperamos que esta imagem possa servir para identificar os assassinos e puni-los.