Paulo Câmara assegura liberação de R$ 82 milhões para obras da Adutora do Agreste

Na última quarta-feira 12, segundo o Diário de Pernambuco o governador do estado de Pernambuco, Paulo Câmara, assegurou a liberação de mais R$ 82 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) para as obras da Adutora do Agreste. O OGU 2018 previa R$ 150 milhões para a Adutora.
Com o recurso, Câmara afirmou que pretende beneficiar o maior número de pessoas. Além disso, ressaltou o comprometimento e sensibilidade que o ministro da Integração Nacional, Antônio de Pádua Andrade teve em compreender a importância da Adutora para Pernambuco. As obras da Adutora do Agreste tiveram início em 2013. Atualmente, a Adutora do Agreste é a obra hídrica mais importante para o enfrentamento da seca em Pernambuco e no Nordeste.
Para o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, a atuação pessoal do governador Paulo Câmara na liberação dos recursos foi fundamental. “Com muita dedicação e empenho do governador, a Compesa vem conseguindo vencer as etapas para levar água para a população”, afirmou o presidente da estatal pernambucana.
O governador destacou a importância de o Governo Federal acelerar as obras do Ramal do Agreste, para que, no futuro, Pernambuco possa levar as águas do Velho Chico para 68 municípios. “A água já começa a chegar em Pesqueira e também chegará a Belo Jardim, beneficiando municípios vizinhos como Sanharó, Tacaimbó, Alagoinha e São Bento do Una”, comentou Paulo Câmara.
Com a liberação prometida nesta quarta-feira, que se somará aos R$ 68 milhões repassados nos últimos dois meses, Pernambuco baterá a meta dos R$ 150 milhões liberados do Orçamento 2018.

Vereador Jai, é eleito presidente da câmara de Tacaimbó

Em uma noite de grandes embates político, o Vereador, Jai da ração vence a disputa por cinco votos a quatro, para presidente da câmara de vereadores de Tacaimbó.
O futuro presidente tomará posse, dia 23 de janeiro de 2019. Em suas palavras, o vereador emocionado falou da importância que um presidente de câmara tem para a cidade. “Agradeço a todos pelos votos e pela confiança. Serei presidente atuante tanto para a situação, quanto para a oposição. É hora de unirmos forças por uma Tacaimbó melhor!” concluiu.
Assessoria de Comunicação

Casos de violência contra a mulher aumentam 23% em Belo Jardim

De janeiro até outubro deste ano mais de 243 casos de violência doméstica contra a mulher foram registrados em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. O número apresenta 23% a mais do que o registrado no ano anterior, segundo dados oficiais da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS).
Os números de violência doméstica/familiar contra as mulheres passaram a ser divulgados em 2012 pela SDS no Estado. De lá pra cá, somente nos 10 meses de 2018, Belo Jardim já registrou mais casos do que os anos anteriores.
Janeiro e outubro foram os meses com o registro de mais ocorrências, 34 e 29, respectivamente. Em média, por mês, 24,3 mulheres sofrem agressões domésticas/familiares no município. Se levarmos em consideração a média, a cidade pode fechar o ano com quase 300 casos do tipo.

Casos de estupro
números apresentam uma redução de 105% em relação a 2017, que fechou o ano com 27 ocorrências. Até outubro, 2018 registrou 13 casos do tipo. Os dados são SDS-PE.

Chumbo cruzado não dói: Cúpula do Prefeito vão processar Josa por injúria

Comenta-se nos corredores da viúva da Siqueira Campos que os citados em postagem facebook e grupos de WhatsApp “Cristina Pereira (sec. de Saúde) Marcos Buchudo (Vereador) e Simone Santos(irmã do Prefeito Hélio dos Terrenos) vão entrar com uma ação contra Josa Leite, por injúria, difamação e calunia e Terrorismo.
Segundo a fonte, Josa distribuiu uma nota nas redes sociais afirmando que a justiça teria determinado as prisões dos citados por envolvimento em irregularidades.
Na mesma postagem a Sec. de Saúde foi citada de afastamento das suas funções, porém estaria manipulando nos bastidores e que a justiça teria decretado a sua prisão para não atrapalhar o trabalho da justiça.
Já o Vereador e a irmã do Prefeito, a postagem estaria dizendo que os dois estariam sendo procurados pela justiça, caso não fossem encontrados eram considerados foragidos da Justiça.
A mesma fonte afirmou que na manhã desta quinta-feira 13, Cristina Pereira, Marcos Buchudo e Simone Santos, irão até a 105ª Delegacia de Policia Civil registrar um Boletim de Ocorrência contra o autor da postagem.

Belo Jardim: Ação civil pública propõe pagamento de salários atrasados de servidores

(foto internet)
O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) propôs ação civil pública com pedido de liminar e antecipatória de tutela para que a Prefeitura de Belo Jardim pague os salários atrasados dos servidores municipais. Além disso, o MPPE solicitou a proibição de gastos com festividades realizadas, com contratação de estrutura e atrações artísticas, até a regularização dos salários, assim como, multa ao município e ao gestor e, subsidiariamente, o bloqueio de FPM, Fundeb e demais numerários recebidos pelo município.
Segundo o relato do promotor de Justiça de Daniel de Ataíde Martins, Belo Jardim encontra-se em dívida com grande parte dos servidores efetivos, contratados e terceirizados, cujos salários não estão sendo pagos ou são creditados com excessivo atraso, superando, em muito, o quinto dia útil subsequente ao mês de trabalho.
“Os atrasos prejudicam as atividades de diversas categorias de servidores, desde conselheiros tutelares até servidores terceirizados, como motoristas de diversas Secretarias como de Ação Social e Saúde. A situação vem causando prejuízo à continuidade dos serviços públicos prestados, haja vista que a falta de motivação dos servidores tem levado a suspensão total ou parcial dos serviços públicos, como ocorreu, de forma recente, com o Conselho Tutelar”, descreveu o promotor de Justiça.
A Promotoria de Justiça de Belo Jardim recebeu representação anônima em 22 de janeiro de 2018 relatando atrasos salariais nos pagamentos dos servidores da saúde e educação relativo aos meses de outubro e dezembro de 2017. Documentos contábeis que chegaram ao MPPE constataram que, ao menos, houve atrasos nos pagamentos dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2017 de servidores que compõem diversos programas da rede de atenção básica da saúde.
A Associação dos Agentes Comunitários de Saúde de Belo Jardim informou que ocorriam atrasos no pagamento dos servidores toda vez que havia troca de secretários da Saúde, apesar da regularidade do trespasse de recursos federais para tais fins, fato reconhecido pela própria Secretaria de Saúde.
Em 3 de setembro de 2018, foi expedida recomendação pelo MPPE ao prefeito Francisco Hélio Melo dos Santos, e à secretária de Saúde municipal, Maria Cristina Pereira da Silva, para que regularizassem os pagamentos e os considerassem como prioridade o depósito dos salários até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado, dos servidores públicos da Saúde das demais secretarias municipais. No entanto, a recomendação não surtiu efeito nas ações da Prefeitura.
“Belo Jardim pretende promover festividade de rua conhecida como Jardim Cultural, nos dias 21, 22, e 23 de dezembro, tendo até firmado Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público no último dia 26 de novembro de 2018. Embora não tenha divulgado atrações artísticas, deve contar com artistas de renome regional e nacional, o que revela desdém do município com as contas públicas e com seus servidores”, alegou o promotor de Justiça Daniel de Ataíde Martins.
MPPE

Próxima semana

O Vereador licenciado e atual Sec. de Educação de Belo Jardim Wilsinho PSDB voltará neste mês de Dezembro para Câmara de Vereadores e caso a eleição da Mesa Diretora da Câmara não seja anulada pela justiça, tomará posse em 1º de Janeiro de 2019 como novo Presidente da Casa.
A respeito das especulações envolvendo nomes que possam assumir a pasta de educação, interlocutores do Prefeito Hélio dos Terrenos afirmam que somente na próxima semana que haverá algumas definições em relação a quem será o sucessor (a) de Wilsinho.

Câmara de Tacaimbó realiza hoje eleição da nova Mesa Diretora sob clima já definido

Na noite desta quarta feira à partir das 19 horas, a Câmara Municipal de Tacaimbó irá eleger a sua nova mesa diretora composta por Presidente, vice e secretários de mesa para o biênio 2019-2020.
Até o momento da votação o clima é de bastante incerteza quanto a quem será o novo presidente da casa.
Até o momento já tem chapa definida Lia Braúna, Zé Coquinho,, Jair da Ração, Nazaré de Claudio do Raio X e Nilson de Heleno.
Uma fonte segura da “Terra do Maxixe” tem dado afirmações veementes de que Lia Braúna & CIA não perderá de forma alguma o comando da casa ajudada pela oposição. É aguardar e conferir.

Sanção do novo marco da indústria automobilística garante mais investimentos e empregos para Pernambuco, comemora Mendonça Filho

O deputado Mendonça Filho comemorou a sanção, na última terça-feira (08/11), pelo presidente Temer, do novo marco regulatório da indústria automobilística, o programa Rota 2030. “O presidente honrou o compromisso assumido com Pernambuco. Isso significa mais empregos e renda para os pernambucanos com novos investimentos e novas empresas de autopeças”, declarou Mendonça que participou da articulação para aprovar a MP na Comissão Mista no Senado.
A Rota 2030 beneficia todo o Brasil e tem importância especial para o Nordeste que tem a Ford na Bahia, a Troller no Ceará, a Jeep/Fiat e Moura em Pernambuco. Só a Jeep, em Goiana está em negociação com 38 novos fornecedores, que têm um potencial de investimentos da ordem de R$ 1 bilhão, podendo levar a um total de R$ 8,5 bilhões novos na planta de Goiana.
O Programa Rota 2030 — trata-se de um novo regime tributário para as montadoras de veículos no Brasil com a contrapartida de investimentos em pesquisa e desenvolvimento de produtos e tecnologias. O programa trata de mobilidade e logística e substitui o Inovar-Auto, que vigorou entre 2013 e 2017. Assim como a política anterior, o Rota 2030 baseia-se em incentivos fiscais. A principal medida do novo regime é a concessão de até R$ 1,5 bilhão por ano de crédito tributário à indústria, como um todo, caso as montadoras participantes invistam ao menos R$ 5 bilhões ao ano em pesquisa e desenvolvimento.
Os benefícios concedidos pelo programa somarão R$ 2,1 bilhões em 2019, valor que terá que ser previsto no Orçamento. A previsão de renúncia é de R$ 1,6 bilhão em 2020 e de R$ 1,6 bilhão em 2021.